estudo bíblico sobre o pecado Nicodemos

[02] Deus sempre buscou um relacionamento mais próximo com a humanidade

15:38Waldryano RJ

 Por Waldryano | Estudo Bíblico sobre o Pecado

Para o Blog Refletindo o Evangelho

Deus sempre buscou um relacionamento mais próximo com a humanidade
[Encontro 02 de 05 encontros]

Dês de que o pecado foi instituído no jardim do Édem Deus busca um relacionamento com o homem, ele não quer que este se perca, e para isto sempre busca conscientiza-lo que é o pecado que o afasta dEle.
Pequei e agora?

Pecado o que a Bíblia diz sobre o perdão de Deus

Vamos a nossa leitura Bíblica 01:
Êxodo 19:3-8 NVI
Assim falarás à casa de Jacó, e anunciarás aos filhos de Israel:
Vós tendes visto o que fiz aos egípcios, como vos levei sobre asas de águias, e vos trouxe a mim;
Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.
E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.
E veio Moisés, e chamou os anciãos do povo, e expôs diante deles todas estas palavras, que o Senhor lhe tinha ordenado.
Então todo o povo respondeu a uma voz, e disse: Tudo o que o Senhor tem falado, faremos. E relatou Moisés ao Senhor as palavras do povo.
Êxodo 19:3-8
No contexto aqui apresentado demonstra o povo hebreu que saiu do Egito e agora viveriam debaixo da promessa de ser um povo escolhido diferentemente de quem não temia ao Senhor, do mesmo modo nos nossos dias também somos esse povo escolhido, e Deus quer ter um relacionamento diferenciado dos que praticam o pecado, por isto nossa leitura, no AT para entendermos que foi a partir das promessas realizadas ao povo hebreu, e estão vigente até hoje a quem crê, que podemos sim ter um relacionamento mais próximo com Deus.
Nossa segunda leitura Bíblica se encontra no livro de Jeremias, vamos a ela. Leitura Bíblica 02:
Jeremias 31:31-34 NVI
"Estão chegando os dias", declara o Senhor, "quando farei uma nova aliança com a comunidade de Israel e com a comunidade de Judá".
"Não será como a aliança que fiz com os seus antepassados quando os tomei pela mão para tirá-los do Egito; porque quebraram a minha aliança, apesar de eu ser o Senhor deles", diz o Senhor.
"Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias", declara o Senhor: "Porei a minha lei no íntimo deles e a escreverei nos seus corações. Serei o Deus deles, e eles serão o meu povo.
Ninguém mais ensinará ao seu próximo nem ao seu irmão, dizendo: ‘Conheça ao Senhor’, porque todos eles me conhecerão, desde o menor até o maior", diz o Senhor. "Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados. "
Jeremias 31:31-34 NVI
A continuidade da narrativa do povo hebreu demonstra o que ocorre conosco até hoje, a misericórdia dEle nos alcança todas as manhãs pois somos rebeldes arredios e propensos a pecar, a aliança, ou a nova aliança como é descrito a nós até os dias atuais, ele perdoa toda a maldade e faz esquecer do pecado, é uma passagem de conforto para as nossas vidas, vamos fortalecer-nos na leitura Bíblia 03:
Isaías 54:1-10 NVI
"Cante, ó estéril, você que nunca teve um filho; irrompa em canto, grite de alegria, você que nunca esteve em trabalho de parto; porque mais são os filhos da mulher abandonada do que os daquela que tem marido", diz o Senhor.
"Alargue o lugar de sua tenda, estenda bem as cortinas de sua tenda, não o impeça; estique suas cordas, firme suas estacas.
Pois você se estenderá para a direita e para a esquerda; seus descendentes desapossarão nações e se instalarão em suas cidades abandonadas. "
"Não tenha medo; você não sofrerá vergonha. Não tema o constrangimento; você não será humilhada. Você esquecerá a vergonha de sua juventude e não se lembrará mais da humilhação de sua viuvez.
Pois o seu Criador é o seu marido, o Senhor dos Exércitos é o seu nome, o Santo de Israel é seu Redentor; ele é chamado o Deus de toda a terra.
O Senhor chamará você de volta como se você fosse uma mulher abandonada e aflita de espírito, uma mulher que se casou nova, apenas para ser rejeitada", diz o seu Deus.
"Por um breve instante eu a abandonei, mas com profunda compaixão eu a trarei de volta.
Num impulso de indignação escondi de você por um instante o meu rosto, mas com bondade eterna terei compaixão de você", diz o Senhor, o seu Redentor.
"Para mim isso é como os dias de Noé, quando jurei que as águas de Noé nunca mais tornariam a cobrir a terra. De modo que agora jurei não ficar irado contra você, nem tornar a repreendê-la.
Embora os montes sejam sacudidos e as colinas sejam removidas, ainda assim a minha fidelidade para com você não será abalada, nem a minha aliança de paz será removida", diz o Senhor, que tem compaixão de você.
Isaías 54:1-10 NVI
Que palavra maravilhosa, cheia de poesia e metáfora para explicar ao nosso tempo que o relacionamento que Deus quer ter conosco é intimo e pessoal, a compaixão dEle por nós é que nos dá vigor, pois se formos colocar na balança nossos pecados, certamente imediatamente seriamos consumidos, leitura abençoada esta, de ser lida e relida. Nossa penúltima leitura se encontra no NT vamos a ela depois algumas considerações, lembrando que é necessário a leitura na integra das passagens bíblicas aqui expostas, é como colocar água limpa, em volto a muita água suja, uma hora a água limpa prevalecerá, o mesmo ocorre com quem busca a comunhão de ler e estudar a Bíblia sagrada, sem demoras. Leitura Bíblica 04.
1 Pedro 2:9-25 NVI
Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam.
Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma.
Vivam entre os pagãos de maneira exemplar para que, naquilo em que eles os acusam de praticarem o mal, observem as boas obras que vocês praticam e glorifiquem a Deus no dia da sua intervenção.
Por causa do Senhor, sujeitem-se a toda autoridade constituída entre os homens; seja ao rei, como autoridade suprema,
seja aos governantes, como por ele enviados para punir os que praticam o mal e honrar os que praticam o bem.
Pois é da vontade de Deus que, praticando o bem, vocês silenciem a ignorância dos insensatos.
Vivam como pessoas livres, mas não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal; vivam como servos de Deus.
Tratem a todos com o devido respeito: amem os irmãos, temam a Deus e honrem o rei.
Escravos, sujeitem-se a seus senhores com todo o respeito, não apenas aos bons e amáveis, mas também aos maus.
Porque é louvável que, por motivo de sua consciência para com Deus, alguém suporte aflições sofrendo injustamente.
Pois que vantagem há em suportar açoites recebidos por terem cometido o mal? Mas se vocês suportam o sofrimento por terem feito o bem, isso é louvável diante de Deus.
Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos.
"Ele não cometeu pecado algum, e nenhum engano foi encontrado em sua boca".
Quando insultado, não revidava; quando sofria, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça.
Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados.
Pois vocês eram como ovelhas desgarradas, mas agora se converteram ao Pastor e Bispo de suas almas.
1 Pedro 2:9-25 NVI
Que passagem abençoada esta é de refletir o evangelho de Cristo na vida irmão! Entender que tudo aqui é passageiro, vai além, muito além, quando entendemos que somos diferentes e não queremos se contaminar com o que faz tudo ser normalmente pecaminoso, faz toda a diferença, todo este texto essa argumentação poderiam ser trocadas por uma palavra: -Renuncia. Porque? Pois é difícil ao mundo compreender, que o que os condena é o pecado, e renunciar ao pecado é o que diferencia, o remido e escolhido do perdido que vive uma vida sem sentido. O relacionamento é de uma luta diária e constante contra o pecado, pois através do esforço vem a recompensa. Finalizamos nosso estudo por hoje, mas para fechar com chave de ouro mais uma leitura Bíblica abençoada, foque nela, guarde estas passagens no seu coração, leia e releia com devoção. Leitura Bíblica 04.
João 3:1-18 NVI
Havia um fariseu chamado Nicodemos, uma autoridade entre os judeus.
Ele veio a Jesus, à noite, e disse: "Mestre, sabemos que ensinas da parte de Deus, pois ninguém pode realizar os sinais miraculosos que estás fazendo, se Deus não estiver com ele".
Em resposta, Jesus declarou: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo".
Perguntou Nicodemos: "Como alguém pode nascer, sendo velho? É claro que não pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e renascer! "
Respondeu Jesus: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nascer da água e do Espírito.
O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito.
Não se surpreenda pelo fato de eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo.
O vento sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai. Assim acontece com todos os nascidos do Espírito".
Perguntou Nicodemos: "Como pode ser isso? "
Disse Jesus: "Você é mestre em Israel e não entende essas coisas?
Asseguro-lhe que nós falamos do que conhecemos e testemunhamos do que vimos, mas mesmo assim vocês não aceitam o nosso testemunho.
Eu lhes falei de coisas terrenas e vocês não creram; como crerão se lhes falar de coisas celestiais?
Ninguém jamais subiu ao céu, a não ser aquele que veio do céu: o Filho do homem.
Da mesma forma como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também é necessário que o Filho do homem seja levantado,
para que todo o que nele crer tenha a vida eterna.
"Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.
Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.
Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.
João 3:1-18 NVI
Para entendermos realmente o que é pecado, e qual o relacionamento que Deus quer ter conosco afim de conseguirmos revestidos de ajuda livrar do fardo pesado que é o pecado, nada como se fazermos como Crianças sermos ingênuos e dependentes, sinceros e se despir de toda a arrogância que o mundo vem e nos impregna silenciosamente, assim fez o fariseu Nicodemos, fez perguntas ‘tolas’ mas sinceras poderiam até figurar a ele ser uma criança de perguntar coisas tão sem sentido, mas que fazem todo o sentido para quem quer morar no céu. Como assim nascer de novo? É um nascimento espiritual é uma readequação mental, é querer viver na contramão com o mundo.


#Benção dos céus este estudo! Conto com a sua participação nos quatro outros encontros, Deus abençoe a sua vida !

Para fazer este Estudo Bíblico consultei a Bíblia de estudo pentecostal Plenitude. 
Não esqueça de compartilhar a msn, espalhe essa semente! No Facebook No Google+ eu estou fazendo a minha parte, mas eu sou tão pequenininho não é? Juntos somos grandes, Vamos estar refletindo o Evangelho de Cristo? Ajude votando e compartilhando

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato